terça-feira, 24 de junho de 2008

Cantiga a mote: Meu Coração Marinheiro

Amigos, tenho a mania de misturar coisas sérias com brincadeiras, talvez porque ache que é assim que se deve temperar a Vida, e depois admiro-me de que quem me lê sentir o meu aspecto lúdico como o mais visível. Ora, isso não é verdade nem mentira: tem dias! O meu poste sobre os exames é a sério, as minhas quadras a mote são uma brincadeira de S. João. Que, coitado, nem era muito para brincadeiras...
Meu coração marinheiro
Fez-se ao mar e naufragou.
Perdeu o norte, primeiro
Que o teu olhar o cegou.

Meu coração marinheiro
Tantas voltas deu ao mundo!
Mas não esqueceu, Companheiro,
Esse teu olhar profundo.

Meu coração marinheiro
Vai morrer a navegar
Sem poder lançar o ferro
No porto do teu olhar

Andou sempre a correr mundo
Meu coração marinheiro
Preso a esse mar profundo
Do teu olhar feiticeiro

Meu coração marinheiro
Cansou-se de navegar
E ancorou, traiçoeiro,
Nas ondas do teu olhar.


Façam favor de festejar o S. João como deve ser! Eu ontem comi uma sardinha assada!

8 comentários:

geocrusoe disse...

bem! vou ser obediente e vou partir agora mesmo para o meu São João da Caldeira, nos períodos mais mornos da romaria deverei sentar-me no carro a ler um livro, depois ver as marchas. Estas não são exactamente o meu género de passar o tempo, mas são muito importantes para desenvolver o espírito de grupo nestas freguesias rurais, manter tradições e pôr as pessoas a conviver, por isso, merecem o meu apoio e incentivo. Aliás, apesar de não ser professor, sei quanto compreende esta classe sobre a necessidade de incentivar e de dinamizar determinados valores. Quanto à capacidade de temperar as nossas irritações com momentos de alegria e humor, concordo plenamente consigo.

ematejoca disse...

Querida Carmo:
Mil agradecimentos pelo teu poema em honra do S.Joao. Lembrei-me dos tempos antigos. Fez-me muito bem, pois ontem estive muito, muito triste. E o blogue também ...
Que achas da fábula "The Blind Men and the Elephant"? Postei-a a pensar em ti, e a pensar que talvez tivesses vontade de fazer a traducao.

Mil sorrisos para ti!

Raul Martins disse...

Gostei deste jeito de brincar para evocar o nosso S. João.
.
E fica marcado o nosso pézinho de dança... Para o S. Pedro?
.
Deixo aqui as três quadras que figuram no pódio deste ano do Concurso do JN sobre as quadras de S. João:

1º lugar:
Quando a Maria bailar~
com a saia de balão,
Até as nuvens do ar
Querem ser pedras do chão.
(Peixoné)


Ir numa rusga qualquer
É dança em que não me dou;
Se eu fosse como alguém quer
Nunca mais era quem sou!...
(Figueira Nova)


Cuidado com esse jogo
De brincar junto à fogueira:
Pode o Santo pôr-nos fogo~E sai cara a brincadeira.

(Lana Caprina)

Gostei particularmente da que ficou em 6º:

Conheci gente bonita´
Nas rusgas, nis arraiais,
Dessa que ainda acredita
Que somos todos iguais.
.
Carpe diem!

BC disse...

Ainda aqui vim, suspeitei que as quadras, cá estariam e não me enganei.
Adorei.
Não vou para o São João que isto por aqui anda muito murchinho no que diz reeito aos santos populares.
Já não é como antigamente, e eu que adorava, as fogueiras, as sardinhas, essas ainda comi no sábado no Alentejo, mas não estavam muito famosas.
No Verão vingo-me, vai ser todos os dias.
E... BAILEM MUITO PORQUE EU QUANDO POSSO FAÇO O MESMO.
Beijinhos avó e os meus sorrisos

Ps.Vou passar pela Teresa que está tristinha
também

BC disse...

respeito- ando a engolir letras

RENARD disse...

Querida Ouma:

Ora aí está uma ideia... A tribo juntar-se após a sua chegada a terras lusas e fazermos uma almoço ou jantar e depois um pezinho de dança! E porque não?!
Save a dance for me?

Big kisses and lots of love

Ouma se kind (Agora sim está certo!!!!!)

CLAP!CLAP!CLAP! disse...

Olá.
Através de uma comum Amiga,já tinha tido a oportunidade de a contemplar - mais os seus pitorescos comentarios e o seu rosto afável, do que nos dá a ler por aqui.
No entanto usarei algumas das minha manhãs agora mais folgadas para aqui vir cruzar o olhar.
Tenha um Bom Dia.

ematejoca disse...

Ronaldo, Ronaldo !!!
Desta vez é bricadeira. Eu já esqueci, e hoje vou "torcer" pela Alemanha.
A minha tristeza é mais ligada com a minha lembranca do Sao Joao, e que há tres anos ainda tinha a minha mae.
Quando vais a Portugal? Eu também quero ir, mas nao sei quando.
Mil beijinhos, querida Carmo, és uma grande ajuda.
Manda-me a traducao do António Botto. Descobri vários poemas da Adélia. Vou-te mandar um-
E agora vou ao TERREAR!