sábado, 5 de julho de 2008

As borboletas virão até você!






Muitas vezes, passamos um longo tempo da nossa vida a correr desesperadamente atrás de algo que desejamos: seja um amor, um emprego, uma amizade, uma casa, etc.
Acredito, realmente, que devamos empenhar-nos para alcançarmos o que queremos; no entanto, se não estivermos a ter êxito na nossa procura, provavelmente é porque algo nesta busca está errado!
Não quero dizer que tudo tenha de ser fácil, ou muito menos que devemos desistir quando as coisas se tornam difíceis. O quero dizer é que, se do nosso esforço nada resulta, talvez isso aconteça porque não estejamos a agir da forma mais adequada para atingir os nossos objectivos. Talvez Deus esteja a tentar mostrar-nos que ainda não estamos preparados para essa conquista.
Muitas vezes, a vida usa símbolos, acontecimentos, que são sinais para que possamos entender que, antes de merecermos aquilo que desejamos, precisamos de aprender algo de importante, precisamos estar prontos e maduros para viver determinadas situações.
Por isso, se tal está a acontecer na sua vida, pare e reflicta sobre a seguinte frase:Não corra atrás das borboletas. Cuide do seu jardim e elas virão ter consigo!
Isto significa que, na verdade, não precisamos de correr desesperadamente atrás daquilo que desejamos. Devemos compreender que a vida segue o seu fluxo e que esse fluxo é perfeito. Tudo acontece no seu devido tempo.
Nós, seres humanos, é que nos tornamos ansiosos e estamos constantemente a tentar "empurrar o rio". O rio vai sozinho, obedecendo o ritmo da natureza. Ao tentarmos empurrá-lo, estaremos apenas a desperdiçar as nossas energias e a correr o risco de nos sentirmos frustrados, pois o máximo que conseguiremos será uma enchente ou algum outro tipo de desastre.
O grande segredo da conquista é lembrarmo-nos sempre de que, subir ao pódio, erguer a taça da vitória ou comemorar os objectivos alcançados nada mais são do que os resultados, as consequências de muito esforço, de muita luta e de muito trabalho. São, enfim, o prémio merecido para quem deu o melhor de si!
Então, em vez de nos concentrarmos no final da batalha, que tal começar por nos dedicarmos e aproveitarmos mais todo o caminho que precisamos de percorrer até chegarmos lá?
É isso que quero dizer com a frase sobre as borboletas: se passarmos todo o tempo a desejar as borboletas e a reclamar porque elas não se aproximam da gente, mas vivem no jardim do nosso vizinho, elas realmente não virão.
Mas se nos dedicarmos a cuidar do nosso jardim, a transformar o nosso espaço (a nossa vida) num ambiente agradável, perfumado e bonito, será inevitável: as borboletas virão até nós!
(Autor desconhecido)
PS. Desculpem as repetições anteriores mas estive a trabalhar com NET do tempo dos Flintstones...

4 comentários:

ematejoca disse...

Andei toda a minha vida atrás das borboletas, e nunca quis repousar no meu jardim.
Linda história, mas o ser humano é tao complexo, que nunca segue à risca estas histórias, embora goste delas.

Tenho sentido falta das tuas palavras, querida Borboleta!
Eu adoro borboletas, como sabes.
Sao lindas e nao estao sempre a pousar de um sítio para o outro.

Saudacoes de um Düsseldorf chuvoso.

RENARD disse...

Há anos que não vejo uma borboleta, Ouma...

Kisses

Luis Neves disse...

Muito Bonito.
Embora não goste desse bichinho meio minhoca, meio passaro, meio insecto. Mas quando estão a voar, em movimento prendem sempre a nossa atenção, nem que seja para a irmos apanhar.
Hoje li um poema que começa assim; " Sendo um dos 999999 poetas do país" ; achei que podes tb querer ler, aqui vai o Link para o Blog WebClub
http://wind9.blogspot.com/2008/07/fragmento-2-desenvolvimento-hbil-e.html
Feliz regresso ao nosso país de poetas

João Ceará disse...

Seguir as Borboletas é trazer n´alma a leveza do sonho e da esperança.

Ah! como este mundo tão cheio de ferro e chumbo, necessita seguir as Borboletas, não é?

parabéns pelo seu blog.

João Batista - acesse meu blog www.jbcfnews.blogspot.com